Maio 22, 2019 getLISBON 0Comment

Os primeiros dias de intenso calor, ainda intermitentes com vento frio ou aguaceiros e as ruas coloridas com o lilás dos jacarandás, fazem-nos recordar que a Feira do Livro de Lisboa está a chegar.

Este é um evento que marca o calendário dos lisboetas e que antecipa as Festas de Lisboa que decorrem no mês de Junho. Em breve a cidade vai cheirar a sardinha assada, a febras e a manjericos e estará aberta a época dos caracóis que, acompanhados de uma cerveja, animam o fim da tarde de tantos apreciadores.

Desde 1930 que todos os anos, sem interrupções, se realiza por volta do mês de Maio a grandiosa Feira do Livro de Lisboa.

Há largos anos que o evento tem lugar no Parque Eduardo VII. A ampla e habitualmente tranquila alameda enche-se de cor, animação e movimento.

Todos os anos a Feira do Livro de Lisboa surpreende pelo gradual e expressivo aumento do número de expositores e de público. O número de editores e livreiros ultrapassaram há muito as duas centenas e o público, apesar de ter fama de ser pouco dado à leitura, invade o recinto durante as três semanas que dura o certame, de forma muito entusiasta.

Mas há mais para saber sobre este evento cuja história marca gerações de lisboetas.

História da Feira do Livro de Lisboa

A Feira do Livro de Lisboa estende-se dos dois lados da alameda do Parque Eduardo VII desde 1980
A Feira do Livro de Lisboa estende-se dos dois lados da alameda do Parque Eduardo VII desde 1980

Os primórdios da Feira do Livro de Lisboa remontam aos primeiros anos do séc. XX, quando no local onde hoje se encontra a Praça Marquês de Pombal se realizava uma feira onde a venda de livros já tinha lugar.

Mas o actual evento tem de facto origem na Semana do Livro, um acontecimento que teve lugar em Maio de 1930 no Rossio, no coração da Baixa lisboeta.

Os pequenos pavilhões que não chegavam a vinte e se situavam em torno da fonte que fica do lado do Teatro Nacional D. Maria II tiveram a capacidade de atrair inúmeros especialistas e curiosos.

O acontecimento deu que falar e no ano seguinte a organização ficou a cargo da Associação de Classe de Livreiros de Portugal, hoje APEL – Associação Portuguesa de Editores e Livreiros. Esta entidade garante desde então a realização da Feira do Livro de Lisboa anualmente e sem interrupções, o que constitui um facto extraordinário.

O evento manteve-se com grande sucesso no Rossio até 1939 tendo então passado, primeiro para o quarteirão entre a Calçada e a Travessa da Glória, e depois estendendo-se ao longo da Avenida da Liberdade onde se realizou até 1945, quando voltou ao Rossio.

Até ao final da década de 50 ali se manteve, mas nos anos seguintes e até 1980 a feira foi ocupando vários pontos da Avenida da Liberdade. O local tinha muitas vantagens, era central, amplo, arborizado e com declive suave. Contudo, o elevado tráfego automóvel não proporcionava a qualidade de ar mais propícia ao passeio e por decisão da CML a Feira do Livro de Lisboa passou, desde então, a ocupar a alameda do Parque Eduardo VII.

Excepcionalmente, em 1996 devido à realização de obras no parque, a feira teve lugar em plena Baixa Pombalina, foi a vez da Praça do Comércio e da Rua Augusta receberem o certame.

Ao Encontro da Feira do Livro de Lisboa

Aos fins-de-semana as famílias com crianças invadem a Feira do Livro de Lisboa
Aos fins-de-semana as famílias com crianças invadem a Feira do Livro de Lisboa

Mas afinal o que podemos encontrar neste antigo e expressivo evento dedicado ao livro?

Livros novos e usados, dos bestsellers aos livros que poucos querem, das novidades aos restos de armazém, clássicos, romances, livros técnicos, das grandes edições aos mais raros… de tudo um pouco e a preços convidativos.

Inclusive aquele livro que procura há muito e que as livrarias teimam em não ter, a Feira do Livro de Lisboa é o melhor sítio para o encontrar. Deve tentar a sua sorte junto da editora ou num dos alfarrabistas ali representados e se não estiver disponível não hesite em perguntar, talvez o seu pedido se torne presente no dia seguinte.

Os mais aficionados aproveitam todos os fins de tarde para deambular pela feira em busca de mais alguma publicação que lhes possa agradar, simplesmente para usufruir desse contacto tão particular e tão mágico que os livros proporcionam ou para adquirir o Livro do Dia que cada banca disponibiliza, a preço muito especial.

Aos fins-de-semana as famílias com crianças invadem a feira e é uma festa de farturas, pipocas e algodão-doce misturadas com aventuras de coloridos quadradinhos e viagens extraordinárias por ilustrações mágicas que estimulam e se agarram às memórias dos mais pequenos.

Mas na Feira do Livro de Lisboa há mais para ver e vivenciar. Uma programação paralela oferece ao público espectáculos, concertos, lançamentos de livros e sessões de autógrafos que proporcionam o contacto directo com os autores que os leitores muito apreciam.

Uma zona dedicada à literatura infanto-juvenil, actividades para crianças, e zona de restauração, completam o leque de oferta necessária a uma experiência bem passada.

Livro, o Amigo que Marca Gerações

Painel decorativo na Feira do Livro: não há nada que substitua o toque do papel, o cheiro e a proximidade de um objecto que nos acompanha há gerações
Não há nada que substitua o toque do papel, o cheiro e a proximidade de um objecto que nos acompanha há gerações

Por mais que a tecnologia evolua e se apresentem alternativas ao livro no seu formato tradicional, não há nada que substitua o toque do papel, o cheiro e a proximidade de um objecto que nos acompanha há gerações e que é sem dúvida uma das produções mais mágicas do ser humano.

O livro permite-nos para além da informação e da aprendizagem, viajar a lugares distantes ou próximos, reais ou imaginários. Transporta-nos mais além do que o autor criou, pois as palavras são um mundo em si que cada um entende para além do seu significado.

A leitura melhora não só o conhecimento como a capacidade de abstracção e de sonhar. Por isso, não pode perder nem deixar de proporcionar esta experiência aos mais pequenos, ajudando a construir uma sociedade mais esclarecida e mais livre.

Vai ver que não se vai arrepender  😉

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

12 + 17 =