Setembro 25, 2019 getLISBON

Hoje falamos-lhe das caravelas de pedra que encontramos esculpidas nas fachadas de velhas casas ou em chafarizes, situados principalmente nas zonas mais antigas da cidade de Lisboa.Na capital portuguesa somos frequentemente confrontados com imagens de barcos sobre diversos suportes. Fundidos em ferro nos candeeiros da iluminação pública e nas tampas do saneamento, ou desenhados na calçada portuguesa, nos azulejos, nas imagens de marca de estabelecimentos…Não é de estranhar! Como já lhe revelámos no artigo O Símbolo da Cidade de Lisboa, a barca com os corvos faz parte da representação heráldica da cidade.Mas qual o significado e qual a explicação para…

Setembro 11, 2019 getLISBON 2Comment

Percorrendo as ruas da capital encontramos, um pouco por toda a parte, a representação de um barco com duas aves afrontadas. Trata-se do símbolo da cidade de Lisboa, uma barca com dois corvos, elemento central na sua representação heráldica.Ao pensarmos em barco automaticamente estabelecemos uma relação com o rio que envolve Lisboa e o mar que a liga ao mundo.A relação da cidade com rio Tejo é umbilical. Se o rio não existisse provavelmente a cidade de Lisboa também não existiria. A sua localização estratégica assim como a sua subsistência foram desde o primeiro momento determinadas por este rio quase…

Setembro 4, 2019 getLISBON

Sabia que no séc. XVIII existiam em Lisboa cafés onde se servia Neve? Vamos contar-lhe esta curiosa história e a sua ligação com a Real Fábrica do Gelo.Foi durante a pesquisa que realizámos aquando da elaboração do artigo 5 Geladarias Clássicas das Avenidas Novas que tivemos conhecimento que há trezentos anos as classes mais abastadas de  lisboetas recorriam ao consumo da Neve para tornar o Verão mais agradável.Decidimos partilhar com os nossos leitores a história deste importante património material e imaterial, após a nossa recente visita à Real Fábrica do Gelo. Um curioso complexo industrial inserido na Paisagem Protegida da…

Julho 17, 2019 getLISBON

Para lhe falarmos sobre os fontanários-bebedouro da Sociedade Protectora dos Animais é necessário falar da personalidade que deu nome a uma das mais belas ruas de Lisboa.Júlio de Andrade não foi só um ilustre membro da abastada burguesia lisboeta do final do séc. XIX. A sua acção destaca-se pelo seu papel enquanto membro fundador da Sociedade Protectora dos Animais em 1875.Instituição que ainda hoje tem um papel fundamental na protecção e promoção de adopção de animais abandonados, assim como na oferta de cuidados veterinários a preços mais acessíveis aos seus sócios. Os Fontanários-Bebedouro Em 1882 Júlio de Andrade teve a…

Julho 3, 2019 getLISBON

Neste post falamos-lhe da origem dos nomes das Chitas de Alcobaça – Colecção Elipas, designações e marca da autoria do Engº Elísio Sopas, e ainda de muitas outras curiosidades imperdíveis!No nosso artigo As Chitas de Alcobaça, uma Herança Cultural em Risco abordámos a história das chitas portuguesas e revelámos que apesar de denominada Alcobaça, a sua produção teve início no séc. XVIII nas regiões de Lisboa e do Porto.O presente texto decorre de um outro sobre as chitas de Alcobaça no séc. XX, onde lhe apresentámos o sr. Elísio Sopas, pioneiro na recuperação dos padrões Alcobaça, ao ousar voltar a…