PEDDY+, eventos

A Peddy+, microempresa com o RNAAT nº 605/2015, informa todos os seus Clientes que registou a sua declaração de cumprimento das normas que lhe permitem publicitar-se como Estabelecimento Saudável & Seguro.

Organizamos passeios pedestres, visitas guiadas e outros eventos culturais na zona da grande Lisboa. Porque só podemos valorizar aquilo que conhecemos…

 

 

8 | Agosto | 2021 – domingo

Uma visita por uma cidade quase secreta, repleta de antigos símbolos e pormenores cheios de significado!

Por entre a História de Lisboa e da Maçonaria em Portugal e no mundo, venha descobrir o significado e a importância dos ritos e dos vestígios artísticos e arquitetónicos que hoje fazem parte das ruas e edifícios da cidade.
Uma viagem ao universo iniciático e filosófico da maçonaria através de detalhes que estão sempre escondidos… à vista de todos!

Guia: Ana Augusto, Inês Ribeiro, Sandra Félix
Ponto de encontro: Praça do Comércio (junto ao Cais das Colunas)
Duração aprox.: 3 horas
Hora: 10h00 (Julho); 15h00 (Agosto)
Valor de inscrição: € 15,00 por pessoa (crianças até aos 12 anos não pagam desde que acompanhadas por um adulto)
Envie o comprovativo da transferência bancária para: [email protected]
IBAN: PT50 0035 0001 0003 8300 5005 8

voltar ao topo


 

15 | Agosto | 2021 – domingo

A música é sem dúvida o melhor bálsamo da vida e Lisboa uma cidade que respira música por todos os lados!

Nesta “tour” musical, iremos começar a nossa viagem no Chiado, perto da estátua de Fernando Pessoa.
De seguida, faremos paragens para escutar vários tipos de música portuguesa que vão desde o século XIII, Cantigas de Amigo, passando pela descoberta do Barroco, Cante Alentejano, Fado e muito mais enquanto falamos de história e visitamos alguns monumentos.
Ao longo do caminho iremos visitar algumas pérolas no Chiado, Largo do Carmo, Restauradores, Baixa e Mouraria.

Guia: Pedro David
Ponto de encontro: Largo do Chiado
Duração aprox.: 2 horas e 30 minutos
Hora: 10h00
Valor de inscrição: € 15,00 por pessoa (crianças até aos 12 anos não pagam desde que acompanhadas por um adulto)
Envie o comprovativo da transferência bancária para: [email protected]
IBAN: PT50 0035 0001 0003 8300 5005 8

voltar ao topo


22 | Agosto | 2021 – domingo

Mesmo que não seja amaliano ou mesmo apreciador de fado, vai ver que vai amar este percurso musical extraordinário!!!”

Viver Amália” é um tributo pessoal a Amália Rodrigues, que começa na zona onde a fadista nasceu (Calçada de Santana) e termina na Rua de São Bento, junto à Casa onde viveu mais de 40 anos.
Este itinerário singular divide-se em sete capítulos, a saber: “Lisboa 1920”, “Infância e Família”, “O Despertar de Uma Carreira”, “Internacionalização”, “25 de Abril”, “(Con)Sagração” e “Eternização”.
Durante este percurso escutaremos “cantigas” do repertório Amaliano e aspectos mais ou menos conhecidos da vida e obra daquela que continua a ser uma das mais fascinantes e extraordinárias artistas mundiais do século XX.
Se é daqueles que acha que Amália é só fado e mais nada, aceite este nosso convite e talvez fique surpreendido com o que vai ouvir!

Guia: Pedro Vaz
Ponto de encontro: Calçada de Santana, 180
Duração aprox.: 3 horas e 30 minutos
Hora: 9h30
Valor de inscrição: 15,00€ por pessoa (crianças até aos 12 anos não pagam desde que acompanhadas por um adulto)
Envie o comprovativo da transferência bancária para: [email protected]
IBAN: PT50 0035 0001 0003 8300 5005 8

voltar ao topo


22 | Agosto | 2021 – domingo

D. Maria II. De princesa brasileira a rainha de Portugal. 1819-1853” é o título da exposição organizada em conjunto pelo Museu da Presidência da República (MPR) e Palácio Nacional da Ajuda (PNA), que recorda a vida e o reinado da última mulher a ocupar a chefia do Estado português.

Desde 26 de maio, na Galeria do Rei D. Luís do Palácio Nacional da Ajuda, estão expostas várias centenas de peças e documentos reunidos para esta exposição.
Vindas de diversos museus nacionais, autarquias, colecionadores privados e Governo Regional dos Açores, muitas peças foram restauradas propositadamente.
De entre as muitas obras, destacam-se várias joias pessoais de D. Maria II e a Coroa Real Portuguesa que há mais de duas décadas não é exposta ao público.
Na Galeria do Rei D. Luís – o segundo filho de D. Maria II – serão passadas em revista as duas décadas do reinado d’a Educadora (1834-1853), a única monarca da Europa que nasceu fora do continente europeu. Durante esses anos, Portugal passou do Absolutismo ao Constitucionalismo, registando grandes transformações sociais, económicas e culturais no país.

Guia: Inês Ribeiro
Ponto de encontro: Palácio Nacional da Ajuda (entrada principal)
Duração aprox.: 1 hora e 30 minutos
Hora: 9h30
Valor de inscrição: 15,00€ por pessoa (crianças até aos 12 anos pagam apenas 10,00€)
Envie o comprovativo da transferência bancária para: [email protected]
IBAN: PT50 0035 0001 0003 8300 5005 8

voltar ao topo


 

28 | Agosto | 2021 – sábado

O Bote Leão é a embarcação tradicional do Tejo, propriedade da Câmara Municipal de Alcochete, que está ancorada na história e tradição local e reflete a grande paixão pelo Tejo, orgulhosamente assumida pelas gentes locais.

Com a construção da nova embarcação a Câmara Municipal de Alcochete quis que regressasse ao Tejo uma das mais emblemáticas e recordadas embarcações locais com o objetivo de realizar passeios turísticos no rio, entre a Ponte Vasco da Gama e a Reserva Natural do Estuário do Tejo, viagens que proporcionam aos visitantes imagens únicas num contexto natural e urbano.
O Bote Leão representa igualmente um incentivo ao regresso ao mar, aos saberes e às experiências dos marítimos e dos pescadores, objetivo que é um desígnio e que está na essência do ser português, bem cimentada localmente na tradição marítima de Alcochete.
Na ligação entre as duas margens eram muitas as embarcações que navegavam à vela e num vai e vem constante transportavam bens para a capital.
E, nesta ligação de Alcochete a Lisboa, é inegável a importância do bote Leão para a Vila que, entre o final do século XIX e a década de 60 do século XX, assegurou o transporte fluvial para a capital, e manteve com a população local uma forte relação afetiva, não só pela ligação dos seus proprietários à vila ribeirinha, mas também pelas suas características, que muita admiração causava a quem o via navegar.
Chamavam-lhe o Rei dos Nordestes pela forma graciosa e veloz como cortava as águas do Tejo, ao sabor do vento que sopra de norte.

Ponto de encontro: Café Bar Pelourinho
Duração aprox.: 3 horas
Hora: 16h00
Valor de inscrição: € 16,00 por pessoa
Envie o comprovativo da transferência bancária para: [email protected]
IBAN: PT50 0035 0001 0003 8300 5005 8

voltar ao topo