Baixa/Liberdade: O Eixo Central da Cidade de Lisboa

O percurso Baixa/Liberdade, que a getLISBON traçou, inicia-se na Praça do Comércio e termina no Parque Eduardo VII.

Pormenor do Arco da Rua da Augusta

Do Terreiro do Paço ao Passeio Público

A Praça do Comércio ou, como ainda é nomeado pelos lisboetas, Terreiro do Paço, era onde se situava o Paço Real antes do terramoto de 1755. Aqui era o centro nevrálgico da cidade, com ruas intrincadas ocupadas por oficinas de artífices e comércio em que se transaccionavam produtos de toda a parte do mundo. Mas a horrível tragédia destruiu toda a zona baixa, igrejas, judiaria e um dos maiores hospitais da Europa à época.

Praça do Comércio e Baixa Pombalina

Logo após o terramoto, foi formada uma equipa de arquitectos dirigida pela mão firme do ministro do rei D. José I, o Marquês de Pombal. Esta equipa, em muito pouco tempo projectou e deu início à reconstrução da cidade, com uma visão moderna e virada para o futuro. As novas construções apresentam características anti-sísmicas e as ruas largas desenvolvem-se ortogonalmente, entre as duas grandes praças, que já existiam anteriormente, o Terreiro do Paço e o Rossio. Dada a importância do papel activo do Marquês de Pombal neste projecto, esta parte da cidade passou a designar-se de Baixa Pombalina.

No séc. XIX a cidade acabava no Passeio Público, um jardim gradeado de razoáveis dimensões, situado no seguimento da Praça dos Restauradores. Esse jardim, local de encontros ao fim da tarde, era onde a burguesia passeava para ver e ser vista.

Da Avenida da Liberdade ao Parque Eduardo VII

Com a necessidade de expansão, em 1879 o Passeio Público foi aberto para dar origem a uma grande Avenida, a da Liberdade, à imagem dos novos boulevards de Paris.

Rapidamente surgiram construções de gosto ecléctico e revivalista, destinados a uma classe alta. Apesar de uma certa incúria nos anos 1960-70 que levaram à destruição de alguns edifícios, hoje a avenida preserva, ainda, alguns dos exemplares valiosos da cidade.

É também, sem dúvida, uma das mais bonitas artérias de Lisboa. Ladeada de árvores frondosas, conta com os lagos e estátuas do velho Passeio Público, no primeiro troço. Toda a avenida é pontuada por esculturas de homenagem a figuras ilustres e os seus passeios acolhem uma calçada portuguesa, particularmente, interessante. Hoje, é aqui que se concentram as mais luxuosas marcas internacionais.

A Avenida da Liberdade culmina na Praça Marquês de Pombal e no vasto Parque Eduardo VII. Do cimo deste espaço verde disfruta-se de uma das mais emblemáticas vistas da cidade e do rio.

Venha conhecer esta zona connosco!

Vista de Lisboa do cimo do Parque Eduardo VII

Mapa da zona Baixa/Liberdade