A Tendinha, Velha Taberna Nesta Lisboa Moderna

Esplanada da Tendinha em pleno Rossio, onde pode desfrutar, a preços acessíveis, de sabores tão antigos e tradicionais de Lisboa
Não perca os nossos artigos | Subscreva
Home » Gastronomia PT » A Tendinha, Velha Taberna Nesta Lisboa Moderna

A Tendinha deve ser o único estabelecimento comercial que anuncia ter menos tempo de existência do que na verdade tem.

Porquê? Não sabemos, mas iremos revelar muitas outras curiosidades que vai gostar de conhecer. 

A Tendinha

Situada em pleno Rossio, junto ao Arco do Bandeira, como reza a canção Velha Tendinha, é um dos mais antigos estabelecimentos comerciais de Lisboa.

Sobre a porta, no lugar onde outrora existiu uma janela, um painel de azulejos coloridos anuncia a data da fundação, 1840. No interior, mais azulejos a azul e branco reforçam esta informação… mas não é bem assim!

Num anúncio publicitário publicado no Jornal A Capital de 8 de Abril de 1914 é referido que a sua fundação teve lugar em 1818.

Anúncio de 1914 no Jornal A Capital e painel de azulejos coloridos no exterior da Tendinha
Anúncio de 1914 no Jornal A Capital e painel de azulejos coloridos no exterior

Terá sido na Tendinha que o conceituado pintor José Malhoa (1855-1933) conheceu Amâncio, o marginal fadista, que posou como modelo para a realização da célebre tela O Fado, hoje exposto no Museu do Fado.

Na Tendinha cantava-se fado vadio à desgarrada mas também aqui marcavam presença cantores consagrados como Alfredo Marceneiro (1891-1982).

Não se iluda se pensa que vai encontrar um espaço antigo e pitoresco. Na verdade, quando no início do séc. XX o proprietário José Godinho ousou pensar em fazer obras, (talvez entusiasmado com a nova estética em voga presente no vizinho Animatógrafo), logo vozes tradicionalistas se opuseram, considerando que a velha casa não poderia perder o carácter e deveria permanecer como até então.

Podemos dizer que se perdeu uma oportunidade. Hoje teríamos mais um estabelecimento de gosto Arte Nova… ou talvez não, tal foi a razia feita a decorações deste período levada a cabo ao longo do séc. XX!

Azulejos a azul e branco no interior da Tendinha
Azulejos a azul e branco no interior da Tendinha

A Tendinha contava então com um tecto baixinho e um falso andar intermédio onde durante décadas foi produzida ginjinha. Mas como se costuma dizer “um dia o tecto vem a baixo”… e veio!

Assim, a tragédia acabou por acontecer e desde então não mais se produziu ginja e as contestadas obras lá tiveram de ocorrer.

Só que os tempos eram outros e ao invés da airosa e alegre estética da mudança do século, o espaço acabou, mais tarde, por ser invadido por azulejos relevados geométricos verdes que para além de tornarem o espaço escuro não nos transmitem a sua antiguidade.

Paciência, as coisas são como são, mas se as paredes não a revelam já no que respeita aos sabores tradicionais a conversa é outra!

Os Sabores Tradicionais

Sr. Alfredo Gramaça no interior da Tendinhaa Tendinha
Sr. Alfredo Gramaça no interior da Tendinha

A verdade é que a Tendinha conta já com mais de 200 anos de história, o que não é pouco, mantendo a simplicidade e os petiscos urbanos tão tradicionais. Uma comida que constitui um autêntico fast food alfacinha, composto por sopa, sandes, salgados e algumas sobremesas.

Aqui estão presentes, como não podia deixar de ser: os saborosos rissóis de camarão, croquetes de carne ou pastéis de bacalhau, assim como,as sandes de presunto, torresmos, queijo fresco, ovo, filetes panados de pescada ou de bacalhau e as bifanas, entre outras, generosamente recheadas.

Tudo isto regado com cerveja à pressão, vinho tinto, verde ou branco bem gelado.

Prove os sabores da gastronomia portuguesa, visitando locais tradicionais de Lisboa. Saiba mais

Fast food alfacinha, composto por sopa, sandes, salgados e algumas sobremesas
Fast food alfacinha

Mas para preparar o estômago nada como uma sopa tradicional da Beira Baixa servida como tem de ser… bem quente (quem não gosta deixa arrefecer!).

No final, para os mais gulosos, uma despretensiosa lista de doces não desilude, mantêm-se também aqui os sabores mais simples e tradicionais: arroz doce, mousse de chocolate, salada de frutas, marmelada e claro pastel de nata, tudo com uma Ginjinha ou um Eduardino da Sem Rival.Mas a Tendinha também soube adaptar-se a novos gostos sem desvirtuar a oferta tradicional. Os vegetarianos são bem-vindos a esta casa e dispõem não só de sopa mas também de sandes de panado de seitan, crepes vegetarianos, saladas mistas, arroz de legumes, batatas fritas…

Assim, numa esplanada em pleno Rossio, pode desfrutar, a preços acessíveis, de sabores tão antigos e tradicionais de Lisboa e encontrar o acolhimento simpático e familiar da Margarida e do sr. Alfredo que convidam a voltar.

O projecto getLISBON tem sido muito gratificante. Queremos continuar a revelar singularidades da apaixonante cidade de Lisboa.

Ajude-nos a manter o projecto vivo!

Para isso, basta usar os links que disponibilizamos para fazer as suas reservas. Não lhe vai custar mais e para nós é uma grande ajuda!

• Encontre os melhores hotéis no Booking.com e usufrua dos 15% ou mais de desconto!
• Faça visitas guiadas e outros eventos culturais com a nossa parceira PEDDY+
• Se pretende uma experiência diferente, podemos elaborar um roteiro personalizado de acordo com os seus interesses. Fale connosco!
• Ou se prefere tours e outras actividades em vários destinos, faça a sua escolha na GetYourGuide
• Poupe tempo e dinheiro com o Lisboa Card!
Alugue uma viatura com a Autoeurope e conheça outras regiões de Portugal
• Veja também a vasta oferta de viagens da Agência Abreu

Recommended Posts